Sigam-me os bons!!!!!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

"Quiança Godinha" - Parte I

imagem do google
"Ih Mãe, vamos ter que diminuir a quantidade de leite desse menino..."

Juro que eu ouvi essa triste frase da última vez que levei o Gui no consultório da sua Pediatra.

É mole? Não, peraí!!! Eu devo está muito intolerante para com os médicos (obstétras e pediatras), será?!

Não é possível, eu sou uma pessoa legal! Não estou de implicância!!! Hehehehehe

O Guilherme nasceu bem pesadinho, com 3,870g e em sua 1ª consulta ele havia perdido mais de 400g por só ter começado a mamar no peito mesmo a partir do 5º dia de vida. E a partir desse dia ele vem mamando bastante.

Acompanhem o crescimento de peso dele:
  • Nasceu com: 3,870g
  • 1º mês: 4,750g
  • 2º mês: 6,220g
  • 3º mês: 7,150g
  • 4º mês: 8,170g




O.B.S: Esse gráfico é específico para o crescimento peso/mês de meninos pois o gráfico de meninas é diferente!!

Então, deu para analisar que o Gui já nasceu acima da linha média, correto? E que ele tem estado sempre acima da média e que o peso atual do Guilherme com 4 meses está na linda p90 que é a linha do "peso gordinho", certo? Então, a linha da temida obesidade é a p97!!!! Pode ser que quando ele estiver com 5 meses e continuando com esse rítmo de 1 kg e pouquinho por mês ele chegue a linha da obesidade.

Ei, mais peraí!!! Não estou acreditanto, dieta para o Gui?!! Sério?!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Tá certo que o tema da obesidade infantil está sendo cada vez mais divulgado e nós mães temos que abrir os olhos para esse problema.

Ok, mas ele mama SOMENTE LEITE MATERNO!!!!! Sim, aleitamento exclusivo (quando a criança recebe somente leite materno, direto da mama ou ordenhado, ou leite humano de outra fonte sem outros líquidos ou sólidos, com exceção de gotas ou xaropes contendo vitaminas, sais de reidratação oral, suplementos minerais ou medicamentos).

Está lá no site do Ministério da Saúde na página 15!!!
  • SAÚDE DA CRIANÇA: Nutrição Infantil Aleitamento Materno e Alimentação Complementar
Reduz a chance de obesidade
A maioria dos estudos que avaliaram a relação entre obesidade em crianças maiores de 3 anos e tipo de alimentação no início da vida constatou menor freqüência de sobrepeso/obesidade em crianças que haviam sido amamentadas. Na revisão da OMS sobre evidências do efeito do aleitamento materno em longo prazo, os indivíduos amamentados tiveram uma chance 22% menor de vir a apresentar sobrepeso/obesidade (DEWEY, 2003). É possível também que haja uma relação dose/resposta com a duração do aleitamento materno, ou seja, quanto maior o tempo em que o indivíduo foi amamentado, menor será a chance de ele vir a apresentar sobrepeso/obesidade. Entre os possíveis mecanismos implicados a essa proteção, encontram-se um melhor desenvolvimento da auto-regulação de ingestão de alimentos das crianças amamentadas e a composição única do leite materno participando no processo de “programação metabólica”, alterando, por exemplo, o número e/ou tamanho das células gordurosas ou induzindo o fenômeno de diferenciação metabólica. Foi constatado que o leite de vaca altera a taxa metabólica durante o sono de crianças amamentadas, podendo esse fato estar associado com a “programação metabólica” e o desenvolvimento de obesidade. (HAISMA et al., 2005)
O único contato que ele teve com outro tipo de leite sem ser o leite materno foi até receber alta na maternidade que foi o Nan, mas ele não se adaptou nem um pouco e cuspia tudinho, e o pouco que ele conseguia tomar era suficiente para que ele ficasse horas jorrando aquele líquido azedinho do Nan!! As horas passavam e parecia que não conseguia digerir!!!

E desde então só tem mamado o mamico da mamãe!!!

Não tenho caso de obesidade na família, pelo menos da minha parte e se ele tomasse algum complemento, ou se ele estivesse mamando outro tipo de leite, eu entenderia a preocupação com uma futura obesidade, mas se ele só está no peito, ah vá pra ... O problema não sou eu gente, juro! O que está acontecendo com os médicos!!!!!!

P.S. Não estou aqui "queimando" todos os médicos. Eu é que não estou tendo sorte! Não estou sendo radical. Só não concordo com o fato de muitas vezes a gestante não ter o direito de decidir como será o seu parto. É claro que você também tem que está aberta a outras opções pois algo pode dar errado. Faço essa pergunta pois tenho acompanhado umas amigas que acabaram de ter filho e seus pediatras já introduziram complemento, e outro já até sugeriu suco de fruta com apenas 1 mês. É como se o leite da materno não fosse suficiente para nutrir. Se o bebê não ganha tanto peso eles introduzem complemento, e se ganham bastante peso, mandam diminuir bastante as mamadas! E a campanha toda do aleitamento exclusivo do Ministério da Saúde?!!! É isso que eu não entendo. Não sou radical, mas gostaria de entender o que está acontecendo.

E sabem de uma coisa?

Eu não vou fazer dieta coisa nenhuma no meu filho, ele vai mamar a hora que ele quiser e até quanto ele aguentar. Se chegar até a linha da obesidade tenho certeza que assim que ele começar a rolar para valer, engatinhar, ficar em pé e andar com certeza ele perderá essa gordurinha que é muito da saudável, ouviu dona Pediatra??

A doutora se deu bem, pois a partir da próxima consulta já estarei com um novo plano de saúde que ela não aceita, mas dá pra ter reembolso, mas não vai valer a pena, então..

Bem, sabe como é né!!! Estou a procura de um(a) Pediatra!!!

P.S. - Esse gorduchinho da foto não é o Guilherme hahahahaha!!!
Boa noite e beijos!!!

7 comentários:

  1. Eu nunca passei por isso, e olha que a giovanna ta longe de ser magra. uma coisa que eles não levam em consideração eh o tamanho da criança, so o peso. por exemplo, tanto a giovanna (4,250) e o Alexandre (4,150) tiveram que fazer o teste da diabete por terem nascido com mais de quatro quilos, nada contra, eh determinação do ministerio da saude, e uma segurança para a gente. mas vamos analisar, a giovanna ja nasceu grande, 51 cm, e um pouco gordinha, mas o alexandre, que nasceu com 56,5 cm tava longe de ser gordo, era bem normal... ou seja, nao tem em nenhum momento da tabela uma relação com o tamanho da criança.
    E eh verdade, depois que eles começam a andar emagrecem se tiverem que emagrecer, vai depender tambem do biotipo da criança. (vantagem de ter tres filhos eh essa, um monte de exemplo) A Gil, nunca emagreceu, sempre foi mais para gordinha. mas alexandre e nicolas, eram bem gordinhos e hoje estao normais. e comem, nicolas entao, eh um terror. Nao esquenta.
    Uma amiga minha da faculdade, tinha uma pediatra que so deixou ela parar de amamentar quando a criança parou de ganhar peso, mesmo depois de passado seis meses. se quiser, eu tento entrar em contato com ela. a minha eh de nikiti, excelente, mas acho que vc nao vai querer vir para ca. no mais um beijao e me da uma ligada, eu dou um azar danado, toda vez que te ligo, nao tem ninguem em casa.

    ResponderExcluir
  2. Minha irmã também ouviu que meu sobrinho tava muito gordinho quando bebê, sendo que também só mamava, apesar de não terem sugerido a diminuição do leite. Quando ela entrou com a comida, que substituiu parte das mamadas, ele emagreceu naturalmente e de forma saudável, sem suplemento nem dieta, só com comidinha caseira e normal. Relaxa, não bota teu filho em dieta tão cedo mesmo, não. :) Se quiser, depois te recomendo uma ótima pediatra. Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Ah é até um pecado dizer uma barbaridade dessas para uma mãe que teve toda uma dificuldade no início da amamentação e que teve mais obstáculos com empedramento ... e vendo que seu filho está crescendo e se desenvolvendo muito bem apenas com leite materno.

    Parabéns mais uma vez Beca.

    Que o Gui fique bastante gordinho de leite materno.

    um bjão, Laura

    ResponderExcluir
  4. Eh essa pediatra realmente devia matar mta aula na faculdade...devia ficar soh na sinuquinha!! hahaha amiga vc mandou mto bem e o gui ta mto saudavel!! amamentaçao ate os 6 meses eh exclusiva e em livre demanda!! o bebe mama a hora que quiser na quantidade q quiser. e tenho dito :P

    ResponderExcluir
  5. Gorduchinho da tiaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  6. Amiga, infelizmente os médicos estão loucos! Eles sim que precisam se tratar.
    Essa PED daí, com certeza como comentou a Alline acima, ficou muito na faculdade jogando sinuca. Absurdo total o que ela fez. Não existe isso.

    Se eu fosse vc, o levaria lá hoje com 11 meses, andando tudo e emagrecendo, que eu seeeeeeei!!!!

    Parabéns por mudar de PED.

    beijo, Denise

    ResponderExcluir

Comenta vaaai, que eu gostchio!!!